História da fundação dos bairros do Bixiga e do Bexiga

Egydio Coelho da Silva

Documentos da Chácara do Bexiga

ESCRITURA DA VENDA DA CHÁCARA DO BEXIGA

 

1.863

Vendedor: Antônio José Dias Leite
Comprador: Thomaz Luiz Álvares
Fundador do bairro: Antônio José Leite Braga (1
0 de outubro de 1878).
 

Como se observa o vendedor da Chácara era quase homônomo do fundador do bairro, assim considerado porque doou o terreno à Santa Casa para construção de um hospital.
Ele grilou parte da Chácara do Bexiga, aproveitando-se inclusive de sua condição de quase homônimo e omitiu a esta escritura. Acrescente-se isso ao crescimento muito rápido de São Paulo na época e Thomaz Luiz Álvares se achava muito velho, doente e cego e era cuidado por suas duas escravas das quais era amásio.

1.850 - Mapa, onde aparece a Chácara do Bexiga, com o nome de Campos do Bexiga. Aparece também o Tanque do Reúno, em cuja volta escravos fugidos e aquilombados se escondiam.

 

FÓRUM DE MORADORES E S/ HISTÓRIA DO BIXIGA EM 04/11/2012

De: Célia Lucena.

CIDADE: São Paulo. ESTADO: SP. PAÍS: Brasil.

PARA: Fórum de moradores e s/História do Bixiga

Prezado Egydio,
Como está você?
Depois de tantos anos é uma satisfação retornar o contato com antigos amigos do Bixiga.
Sou Célia Lucena, autora dos livros do Bexiga da década de 1980 (Bixiga, amore mio e Bairro do Bexiga).
Estou re-escrevendo um texto que em breve será publicado, que receberá o título de Bixiga Revisitado. Foi incentivado por alguns fiéis ao bairro. O Bixiga é uma paixão antiga!
Achei muito instigante seu site sobre a escritura de 1863, da venda dos campos do Bexiga para Thomas Cruz.
Pergunto a você: não foi encontrada nenhuma escritura da venda desse Thomás para o Braga? O que leva a crer que Braga loteou uma área grilada?
Comente mais sobre isso. É muito curioso.
Aguardo sua resposta. Envie seu telefone, assim, poderemos conversar e trocar algumas informações. Atenciosamente
Prezada Célia,
Esta cópia de escritura registra a venda da
Chácara do Bexiga por Antônio José Dias Leite para Thomaz Luiz Álvares, também conhecido como Thomaz da Cruz. 
Mas,
Antônio José Leite Braga, foi quem
loteou parte da Chácara do Bexiga
e é considerado fundador do bairro, porque doou lotes de terreno para a Santa Casa de Misericórdia e a pedra fundamental da construção do hospital foi lançada por Dom Pedro II, que visitava São Paulo, pela terceira vez em 10 de outubro de 1878.
O terreno doado para construção do hospital é o quadrilátero, hoje formado pelas ruas: Abolição, São Domingos, Conselheiro Ramalho e Santo Antônio.
Ele grilou parte da Chácara do Bexiga, aproveitando-se inclusive de sua condição de quase homônimo do antigo proprietário,
Antônio José Dias Leite, e fez ponte sobre o verdadeiro proprietário do terreno, Thomaz Luiz Álvares, omitindo a existência desta escritura. Acrescente-se a esse fato o crescimento muito rápido de São Paulo na época e Thomaz Luiz Álvares se achava muito velho, doente e cego e era cuidado por suas duas escravas das quais era amásio. Isto tudo facilitou a grilagem das terras.
Esta cópia de escritura, disponível na Internet em
http://www.ajorb.com.br/hb-1863-escritura-bexiga.htm , me foi entregue pelo advogado Auto Sena, que deu entrada no Fórum de processo de inventário em nome do espólio de Thomaz Luiz Álvares, o qual não teria vendido a Chácara do Bexiga para  Antônio José Leite Braga, pois estava cego, velho e doente; suas amásias eram analfabetas e seus filhos eram crianças de pouca idade. Afirmou na ocasião que se pode constatar no Primeiro Cartório de Notas Aldo Neto Godinho, que não houve venda da chácara e que ainda estava em nome de Thomaz da Cruz.
Na entrevista concedida por Auto Sena ao
Jornal da Bela Vista na década de 1980, ele também informa que Thomaz Luiz Álvares era proprietário de muitas terras em São Paulo e todas foram griladas por interessados. Ele cita inclusive um terreno no Cambuci, que é ocupado pelo Exército.
Evidentemente a Justiça arquivou o processo de inventário, declarando que estava prescrito. Auto Sena dizia que era injusto porque inventário, que tem menores como herdeiros, não prescreve.
Porém, Leite Braga, com certeza grilou parte da Chácara do Bixiga, mas a bem da verdade não foi o único, pois a Chácara iniciava na hoje Praça da Bandeira e ia até a Rua Estados Unidos. Portanto, a maior parte dela também foi grilada por outras pessoas.

Prezada Célia, são estas informações que tenho. Espero que tenha ajudado. Abs.
Egydio Coelho da Silva

 

Página inicial da história do Bixiga  

Mais fotos antigas do antigo Bexiga e do novo Bixiga

Fale com o autor